Universo DipnLik

Notícia

Energia elétrica, direto da vidraça

Uma das mais pesadas nuvens negras pairando sobre o século XXI é a da demanda de energia. Somente um dos ramos desta dúvida, a energia para a comunicação, nos aponta como cada vez mais escravos da parafernália de aparelhinhos maravilhosos, a ponto de muitos aceitarem a denominação “homomob”. A procura por energia de fontes alternativas, renováveis e de baixo custo é uma preocupação que pira a cabeça dos inventores.

A fonte de energia mais óbvia - e ainda bem pouco aproveitada, de forma industrial - é a do Sol. Nosso superestelar tostador UV dos verões é o foco de uma pancada de estudos. Como aproveitar toda essa força é um dilema. Estocar é o outro. Enquanto isso, a dupla de designer Kyuho Song e Boa Oh, olhou para os arranha-céus e pensou na quantidade enorme de energia que aquelas paredes de vidro gigantes podem estocar. Surgiu assim o Window Socket – ou o Tomada de Janela. Isso mesmo! E nada mais é do que uma tomada que pode ser grudada na janela, onde ela capta radiação solar e a transforma em eletricidade, para os mais infinitos usos que se possa imaginar.

Como se não bastasse, é portátil. É energia elétrica, cômoda e pessoal, para quando se precisar. O equipamento é bem pequeno e dá para se levar na bolsa ou mochila. Ideal para espaços internos, onde possa existir deficiência de energia ou de pontos para plugar. Pode ser instalado no para-brisa do carro ou na janelinha do avião. Conforme a intensidade solar, precisa ficar exposto à radiação entre 5 a 8 horas. Depois disso, são até 10 horas de disponibilidade de energia ininterrupta. Ainda não foi lançado, mas já está em fase final de testes e ajustes.

Veja a cara da tomada de janela: http://www.yankodesign.com/2013/04/26/plug-it-on-the-window/